Total de visualizações de página

Quem sou eu

Minha foto
Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil
Meu blog, minhas palavras, meus pensamentos, minhas ideias, devaneios e verdades. Corrosivo, áspero e chato... mas de boa...

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Esse teu sorriso
é um tesão
uma delícia
uma alegria
uma paixão


terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Não me fale de amor
nem de paixão
me fale do gosto dos teus lábios
que devem ser deliciosos
ainda mais
após umas xícaras de café
sem açúcar...
Deixei de fumar maconha
de fumar palheiro
não deixei de beber
deixei de procurar gostar pelo lance de encantar a pessoa
mas de que adianta te encantar se tu não me encanta?

Sangue corre, ferve
sua pele fica corada
boca seca, boca molhada

mas os olhos estão claros
fixos no amanhã que chegará logo após os comerciais
que a tv não mostra
pois não condizem com a realidade
de um novo 7x1 todos os dias
desde hoje pra ontem e sempre...

amém

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Lennon em sua entrevista para a Rolling Stone...
“Everybody’s Got Something to Hide Except Me and My Monkey”. É uma das minhas favoritas: “Your inside is out, and your outside is in/Your outside is in, and your inside is out” (Suas entranhas estão para fora e sua aparência está para dentro/ Sua aparência está para dentro e suas entranhas estão para fora).
Certo, mas o que os críticos disseram? “Um pouco simplista, sem imagens nela.” Talvez eu devesse ter dito “Suas entranhas são como suco de baleia pingando da espuma fermentada da doença venérea dos adolescentes na Times Square enquanto injeto heroína na minha cara branca de palhaço e me apresento com tênis de couro vermelho”. Talvez então gostariam dela, certo?

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Eu queria apenas um amor assim
sim
e não
sem essa de não sei
ou quem sabe
apenas isso

domingo, 20 de novembro de 2016

Não fico sentado esperando o amor ou a dor
ambos surgem com o passar do tempo
seja o tempo perdido ou propositalmente mantido
em segundo plano
enquanto acontecem coisas como a vida e a morte
com um pouco de sorte
eu chego em seus braços
ou pelo menos ando de pés descalços
olhando o céu que se abre em véu de noiva
que não está pronta pra casar
apenas não quer nem eu quero
saber de esperar
talvez
nem amar
ou nem sei o que será
que virá
com o amanhã que logo
chegará

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

A Traficante de Palavras: das coisas largadas

A Traficante de Palavras: das coisas largadas: Aborte a missão de encontrar uma menina que se diverte brincando em um balanço e colhendo florzinhas no campo. Em mim há barril de cachaça,...